UM NOVO TEMPO PARA A CBDS

Diana Kyosen é eleita Presidente da Confederação Brasileira de Desportos de Surdos

A nova gestão da Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS) tomou posse em Brasília-DF para o mandato de 2020 a 2024. A nova estrutura da instituição é formada por uma equipe multidisciplinar com ampla expertise na área pública e privada, além de vasta vivência na comunidade surda e todos os players governamentais. Diana Kyosen, nova presidente da Confederação tem projetos robustos em seu currículo, como a participação do Brasil no Campeonato Mundial de Futsal dos Surdos em Bangkok, Ex-Presidente da Federação Mineira Desportiva dos Surdos, dentre outros a viabilização Surdolimpíada em 2021 no país. Diana também foi atleta da Seleção Brasileira de Futsal em torneios internacionais e integrou a delegação brasileira de Karatê para participação nas olimpíadas de Samsun na Turquia em 2017.

Para promover a imagem da instituição no mercado, alinhando sua atuação às necessidades dos surdos e as oportunidades de desenvolver cada vez mais a CBDS, Ricardo Sapi foi escolhido para ocupar a vice-presidência da Confederação. Com 16 anos de experiência na área de marketing e gestão de equipes, Sapi tem forte atuação no mercado publicitário com desenvolvimento de estratégias e implementação de campanhas e projetos de mobilização de recursos como projetos de patrocínio, parcerias e eventos.

Enquanto Secretário de Estado Adjunto de Esportes, atuou junto a Federação Mineira Desportiva dos Surdos para a inclusão da CBDS nas Políticas Públicas do Estado, gerando convênios para a promoção de realização de vários eventos esportivos.

A nova gestão será pautada em quatro pilares: experiência, organização e transparência, planejamento, ação e inovação. Os destaques em cada um dos pilares são o know how da equipe na comunidade surda e ouvinte, aproximação da Confederação junto as Federações regionais para melhora na gestão e promoção das ações junto aos surdos, também, preparando as equipes para viabilização da Surdolimpíada em 2021. No âmbito do planejamento, a participação das federações nas delegações internacionais dará mais visibilidade aos atletas brasileiros, com apoio do bolsa atleta e a reformulação do calendário esportivo de acordo com as demandas das federações. A nova gestão vai desempenhar ações de relacionamento junto as federações, informatizando sistemas e aprimorando os processos de comunicação entre outras inúmeras demandas para inovação na atuação da instituição.

O nome Surdolimpíadas 2021

Desde o ano 2.000 este mega evento esportivo possui este nome. Sua história iniciou em 1924, em Paris, quando registrou-se o primeiro evento esportivo para pessoas com deficiência da história. Desde então, inúmeros eventos foram realizados em diversos países atendendo a perspectiva dos atletas surdos. Em 2021 os jogos serão realizados em Caxias do Sul, proporcionando a oportunidade de promover o esporte para todos os atletas filiados de todas Federações do Mundo.

Mais informações sobre a CBDS através do site www.cbds.org.br