Brasil volta da Surdolimpíadas 2017 com medalhas inéditas

O Brasil, representado pela Confederação Brasileira de Desportos de Surdos (CBDS), levou para Samsun a maior Delegação de sua história para participar de uma competição desportiva internacional de surdos, com 138 pessoas (98 atletas e 40 profissionais).

 

E, voltou para casa com cinco medalhas, duas inéditas:

A primeira medalha Surdolímpica de OURO foi conquistada pelo nadador santista, Guilherme Maia Kabach, nos 200m nado livre e o novo recorde surdolímpico.
E, a medalha de bronze conquistada pela Seleção Feminina de Futebol de Surdos foi duplamente inédita para o Brasil: primeira medalha de esporte coletivo e primeira medalha feminina.
 
Foi literalmente uma festa brasileira em Samsun! Afinal as meninas subiram ao pódio na primeira competição que participaram. A alegria delas contagiou a todos, medalha de bronze comemorada como ouro!
 

No quadro geral o Brasil ficou em 28º lugar entre os 97 países participantes, sendo o 4º mais bem colocado da América. (Fonte: www.deaflympics2017.org/en/results)

 

A participação dos surdos brasileiros no Deaflympics 2017 merece ser mais amplamente divulgada na imprensa. Pois nossos surdoatletas, de diversas modalidades, precisam de apoio financeiro para continuar treinando e buscando mais resultados positivos nas competições internacionais.

 
 

Estamos à disposição para entrevistas e gravações. Entrar contato por e-mail [email protected]

Reportagens já publicadas:
– https://glo.bo/2h3ONjY
– http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-07/atletas-brasileiros-superam-desempenho-em-surdolimpiada-na-turquia